2.3.11

Sobre a confissão

De acordo com a antiquíssima tradição da Igreja romana, não é lícito unir o Sacramento da Penitência com a Santa Missa e fazer assim uma única acção litúrgica.

Significa que não é lícito interromper a Eucaristia para se proceder com as confissões. Este ilícito refere-se apenas à Santa Missa, e não a um Rito Penitencial que seja celebrado segundo o Ritual da Penitência.

O mesmo número continua:

Isto não impede que alguns sacerdotes, independentemente dos que celebram ou concelebram a Missa, escutem às confissões dos fiéis que assim não desejem, mesmo estando no mesmo lugar, de participar da Missa, para atender as necessidades dos fiéis. Para isso, faça-se de maneira adequada.

Abre-se a possibilidade a que, um sacerdote (ou alguns sacerdotes), enquanto se celebra a Eucaristia, possam estar, em confessionários ou noutro local visível da Igreja, a confessar os fiéis. No entanto, ressalva-se que esses sacerdotes não estejam a celebrar ou a concelebrar a Eucaristia e mantém-se o que está dito na primeira parte: "não é lícito unir o Sacramento da Penitência com a Santa Missa".