1.1.11

Transparência

«Exorto-vos a examinar a vossa consciência, a assumir a vossa responsabilidade dos pecados que cometestes e a expressar com humildade o vosso pesar. O arrependimento sincero abre a porta ao perdão de Deus e à graça do verdadeiro emendamento. Oferecendo orações e penitências por quantos ofendestes, deveis procurar reparar pessoalmente as vossas acções. O sacrifício redentor de Cristo tem o poder de perdoar até o pecado mais grave e de obter o bem até do mais terrível dos males. Ao mesmo tempo, a justiça de Deus exige que prestemos contas das nossas acções sem nada esconder. Reconhecei abertamente a vossa culpa, submetei-vos às exigências da justiça, mas não desespereis da misericórdia de Deus.»
Bento XVI, Carta, 2010.03.19

Transparência é uma das palavras que melhor define as muitas intervenções do Papa Bento XVI no ano de 2010, nos mais variados temas. O «motu proprio» para a prevenção de actividades ilegais em assuntos financeiros e monetários é mais um exemplo.