10.9.10

Custos

Um dos aspectos com mais relevo na comunicação social sobre as visitas do Papa (onde quer que seja), tem a ver com os custos que essas viagens acarretam para os contribuintes. Mas há uma dimensão que, habitualmente, fica esquecida: esses custos trazem consigo uma receita. 

Na próxima visita papal, a questão dos custos da viagem para o contribuinte tem sido abordada muito frequentemente. Torna-se, portanto, necessário recordar que as próprias autoridades civis inglesas têm sublinhado o facto de a visita do Papa Bento XVI ser uma ocasião de atrair mais visitantes às localidades por onde ele vai passar (saíram dois artigos sobre este assunto: um sobre Birmingham, e outro sobre Edimburgo), pelo que as receitas serão largamente superiores às despesas, tornando a visita, de um ponto de vista económico, um bom investimento.

Há um outro assunto que também costuma aparecer nos meios de comunicação social, que é custo das operações de segurança que envolve a visita do Papa (hoje o Diário de Notícias faz uma breve referência a esse tema). As autoridades de segurança inglesas afirmaram ontem que a operação de segurança é de uma escala muito inferior ao Carnaval de Notting Hill, que se realiza todos os anos.