29.3.10

A verdadeira crise

Nestes dias, por várias vezes ouvi jornalistas a dizer que a Igreja atravessa uma das suas piores crises de sempre.

Mas, a verdadeira crise não é a campanha mediática que se levantou nestes dias. A verdadeira crise da Igreja são os abusos que se cometeram contra as crianças, porque isso pressupõe uma grave ofensa, não só ao próximo, mas a Deus, tenham esses abusos sido muitos ou apenas um.

O facto de, esses abusos, virem a público (na maioria dos casos relatados, são casos com decénios, que já tinham aparecido mais do que uma vez nos jornais) não são motivo de crise, mas sim de purificação.

Se esta tempestade levar a uma oração mais intensa, a uma penitência mais generosa e a uma maior exigência na hora de seleccionar os candidatos ao sacerdócio, então a Igreja vai sair mais forte e mais fiel àquilo que Cristo lhe pede.