3.10.08

Mensagem do Papa nos 40 anos da Humanae Vitae

Bento XVI reafirmou a oposição da Igreja Católica a métodos artificiais de contracepção, defendendo que “uma acção destinada a impedir a procriação significa negar a verdade íntima do amor conjugal”.

In Agência Ecclesia

O Magistério tem insistido bastante na validade da doutrina contida nesta Encíclica de Paulo VI. Não me admira que, quem não pertence à Igreja, critique o conteúdo. Afinal, a doutrina de Cristo vai contra a mentalidade reinante actualmente e que já estava muito presente quando o Papa Montini a escreveu.

De um modo especial, João Paulo II referiu muitas vezes a actualidade e a normatividade do conteúdo da Humanae Vitae. Agora, o Papa Bento XVI volta a fazer o mesmo. Dá que pensar, pelo facto de muitos criticarem o conteúdo deste documento pontifício.

Uma leitura atenta desta Encíclica, há distância de 40 anos, faz perceber que o tempo veio a dar razão ao Papa: o mundo ocidental está a entrar num "inverno demográfico".

É, por isso, uma óptima oportunidade para ler o documento com calma e serenidade.

Enc. Humanae Vitae>>