13.7.08

Santo Padre chegou a Sidney


O Santo Padre aterrou em Sidney por volta das 15.00h portuguesas.

Como habitualmente, o Santo Padre tinha enviado uma vídeo mensagem aos jovens australianos, nos quais lhes dizia que "muitos jovens não têm esperança. Permanecem perplexos diante das questões que lhes são apresentadas de modo cada vez mais urgente neste mundo que os confunde. Muitas vezes, ficam na dúvida, não sabem a quem se dirigir para encontrar respostas. São desafiados pelos argumentos daqueles que negam a existência de Deus e se desnorteiam, não sabem como responder. Vêem os grandes estragos causados pela avidez humana ao meio ambiente, e lutam para encontrar um modo de viver em harmonia com a natureza e com os outros. Aonde podem procurar as respostas? É o espírito que os orienta para o caminho que conduz à vida, ao amor e à verdade". Eles são chamados a ser instrumentos de renovação, comunicando a seus coetâneos a alegria que sentem em conhecer e seguir Cristo, e compartilhar com os outros o amor que o Espírito derrama em seus corações, de forma que eles também se inundem de esperança e gratidão por todo o bem que se recebe de Deus, nosso Pai".

Nesta viagem, a nona de Bento XVI ao estrangeiro, o Papa é acompanhado pelos Cardeais Angelo Sodano (Decano do Colégio Cardinalício), Tarcisio Bertone (Secretário de Estado do Vaticano) e Agostino Vallini (Vigário para a cidade de Roma).

Como anunciado, até à próxima Quinta-feira o Papa ficará no Kenthurst Study, Centro de retiros e formação do Opus Dei.

A JMJ será inaugurada, sem a presença do Papa, pelo Cardeal Pell, Arcebispo de Sidney, na Terça-feira, 15 de Julho.

Quinta-feira, 17, o Papa será recebido no Government House pelo primeiro-ministro australiano. Depois, como está previsto, seguirá para o Mary Mackillop Memorial (dedicado à primeira beata australiana), e de lá para Rose Bay, onde está previsto que seja acolhido por um grupo de jovens indígenas, antes de entrar na embarcação Sidney 2000, até Bangaroo.

A Santa Sé destacou, entre os diversos encontros previstos, os de 18 de Julho na catedral de Santa Maria com representantes de outras religiões e com membros de outras comunidades cristãs não-católicas.

No fim-de-semana de 19 e 20 de Junho, a JMJ-2008 atinge o seu auge com vigília e a Missa no Hipódromo de Randwick, onde são esperados centenas de milhares de jovens. Antes do regresso, a 21 de Junho, o Papa irá encontrar-se com os benfeitores e os voluntários da JMJ.

Segundo o comité organizador central das Jornadas de Sidney, há já 225 mil inscritos, 125 mil dos quais não são australianos; 8 mil voluntários, 2 mil sacerdotes e 700 Cardeais e Bispos.

In Canção Nova e Agência Ecclesia

Programa da viagem do Santo Padre
Uma centena de portugueses na Austrália