23.10.07

Vigilância


«Felizes esses servos, que o senhor, ao chegar, encontrar vigilantes.»
(Lc 12, 37)

“Vigiar é próprio do amor. Quando se ama uma pessoa, o coração está sempre vigilante, esperando-a, e cada minuto que passa sem ela é em função dela e transcorre em vigilância [...].
Jesus pede amor. Por isso solicita vigilância”
Chiara Lubich, Meditações