1.4.06

A um ano da morte de João Paulo II

Ao longo dos últimos anos de vida do Papa João Paulo II, várias vezes ouvi este comentário: "Coitado do Papa que sucederá ao Santo Padre João Paulo II".
O ritmo de trabalho que ele imprimiu ao seu Pontificado foi impressionante. As estatísticas demonstram-no.
O Papa, além da intensa vida de oração que tinha, era dotado de uma capacidade enorme de trabalho, o que o tornou a sua produção de escritos um verdadeiro fenómeno.
O seu Sucessor tem um estilo reconhecidamente diferente. A agenda publica tornou-se muito menos carregada, mas isso não significa que o actual Papa trabalhe menos. Significa, sim, que tem outro estilo e, dentro da preocupação fundamental de guiar a Igreja, tem as suas próprias prioridades. As suas homilias têm sido excepcionais, de uma clareza absolutamente limpida.
Seria difícil imaginar um melhor sucessor para o grande João Paulo II.